Português
Marcas Brasileiras: trajetória para o sucesso – parte 3
7 de março de 2015
, , , ,

Seguindo com minha série exclusiva sobre marcas Brasileiras (releia os anteriores aqui e aqui), chego hoje ao penúltimo post trazendo mais 3 marcas que trilharam o caminho para o seu sucesso atual. São elas: Magazine Luiza, Rede e Porto Seguro.

Magazine Luiza

magazine-luiza-logo

Ocupando o 25o lugar no ranking da Interbrand como marca valiosa de 2014, a Magazine Luiza se destaca entre as marcas de varejo Brasileiras pela sua estratégia de mercado baseada em vendedoras gentis, mercadorias vendidas a crédito, ambiente agradável e foco na população com renda mais baixa. Recentemente, com a campanha “Magazine e Você”, que possibilita cidadãos comuns venderem produtos da empresa pelo Facebook em troca de uma comissão, a loja atingiu uma conversão 40% maior que o próprio site da empresa. Além disso, sua personagem virtual, a “Lu”, trouxe os consumidores pra mais perto, tornando a experiência inovadora e interativa.

Porém, antes disso tudo, a Magazine teve de enfrentar uma longa jornada que começa em 1957 quando o casal Luiza Trajano e Pelegrino José Donato comprou uma pequena loja chamada “A Cristaleira”, em Franca, interior de São Paulo. O nome atual veio através de um concurso cultural em uma rádio local no mesmo ano de inauguração, já introduzindo ali a participação do público em seu negócio.

Em 1966 passou pela expansão de sua loja, criando sua primeira sede administrativa em Franca e conquistando dois novos sócios: Wagner Garcia e Maria Trajano Garcia, irmã de Luiza. Depois daí, na década de 1970, ganhou uma loja maior, enalteceu a presença de seus novos sócios e ganhou suas duas primeiras novas filiais em São Paulo: Barretos e Iguarapava, além de mais uma em Franca. Já em 1981 a empresa foi a primeira a computadorizar todo o seu negócio. Dois anos mais tarde, expandiu suas lojas para todo o triângulo Mineiro. E em 1986 ganhou seu primeiro centro de distribuição em Ribeirão Preto, no interior de São Paulo.

Os anos de 1990 começaram com a promoção de Luiza Helena Trajano Inácio Rodrigues, a sobrinha da dona, ao cargo de superintendente do Magazine Luiza, criando assim a holding LTD. Em 1992 a varejista inovou mais uma vez com a criação das Lojas Eletrônicas, hoje chamadas de Lojas Virtuais, ganhando um status multimídia. Dois anos mais tarde a linha de inovação tomou corpo e foi lançada a “Liquidação Fantástica” levando um desconto de até 70% em suas peças na virada do natal. Em1998, após se tornar uma empresa de capital aberto, foi parar na lista das grandes empresas para se trabalhar da Exame pela primeiríssima vez. Um ano depois inaugurou o que hoje se tornou um dos maiores portais de e-commerce do Brasil, o mazineluiza.com.

A década 2000 estabeleceu o momento de maior crescimento da marca, iniciado em 2003 com a aquisição das lojas Líder em Campinas e da rede Wanel em Sorocaba. No ano seguinte adquiriu a rede Amo, do Rio Grande do Sul, estabelecendo aí uma série de aquisições importantes para a marca que só vieram a somar a seu sucesso, adentrando depois o mercado do sul com mais força e ganhando ainda mais terreno no interior de São Paulo.

A partir daí a expansão foi exponencial, com novas compras, investimentos, inaugurações e abertura de capital na bolsa de valores em 2011. Em 2013, depois de inovar pelo setor de cosméticos, a companhia inaugurou o Quero Casamento, uma lista de presentes de casamento que virou moda entre jovens casais. 2014 foi o grande ano para a marca, conquistando diversos prêmios como o a 5a empresa na categoria das 70 organizações consideradas “grandes”.

Hoje presente em 16 estados com 744 lojas no país, a Magazine Luiza parece ter definitivamente conquistado seu público, pretendendo expandir cada vez mais.

Mais informações em www.magazineluiza.com.br

Rede

rede-logo

Incialmente chamada de Redecard, atualmente adquirida de forma integral pelo banco Itaú, se tornou líder no mercado nacional de meio de pagamento eletrônico com uma plataforma multisserviços oferecendo antecipação de recebíveis, consulta de cheques e disponibilização de terminais. A plataforma também captura e processa vouchers e cartões de loja. Atualmente detêm as principais bandeiras de cartão de crédito e débito como Mastercard, Visa, Hipercard e Diners Club International e cartões de benefício como Sodexo e Ticket.

A inauguração oficial data de 1996 pelo então Itaú Unibanco (hoje Itaú) como uma empresa de capital fechado. Mas, o que muitos não sabem ou não lembram (dos quarentões que estou falando), tudo começou mesmo em 1970 quando foi fundada a Credicard (fusão de Itaú, Unibanco e Citibank). Na época todas as empresas envolvidas na fusão mantinham atividades simultâneas no ramo como emissão e credenciamento. Em 1987 ingressou na emissão de cartões com bandeira Mastercard e lançou o primeiro cartão de débito do Brasil, o Redeshop, que permanece no grupo até hoje. A partir desse momento houve um crescimento exponencial no número de cartões, chegando a 5 milhões em 1994.

Em 1996, o Citibank, Itaucard e Unibanco sentiram a necessidade de se especializar na área de credenciamento de estabelecimentos e então fundaram a Redecard, partindo da divergência das funções de credenciamento da Credicard. Depois disso ganhou a Mastercard International como principal acionista, levando a organização a ser a principal credenciadora das bandeiras Mastercard e Diners Club International.

Anos depois, em Março de 2007, o consórcio Redecard foi extinto, a companhia então assumiu todas as suas obrigações. Os próximos 5 anos representaram um período de altos e baixos, com o capital sendo aberto na bolsa de valores e fechado pouco tempo depois. 2013 foi o ano da mudança de nome para Rede numa estratégia de aproximação com o seu controlador, o Itaú Unibanco. No ano passado, com a compra do gateway de pagamento maxiPago, indicou seu futuro promissor na expansão do grupo, reforçado com um investimento de 500 milhões de reais em seu novo parque tecnológico. Depois de toda essa história, agora, é só esperar o que mais vem por ai.

Mais informações em www.userede.com.br

Porto Seguro

Porto-Seguro-logo

Famosa seguradora multisserviços Brasileira, a empresa se assemelha a anterior por estar recente no ranking de marcas valiosas da Interbrand e ocupa a posição anterior a Rede, o 20o lugar. A Porto Seguro nasceu em Agosto de 1945 para assumir riscos e prestar serviços com agilidade através de atendimento familiar com custos competitivos. Foi fundada concidentemente por três Josés: o Alfredo de Almeida, da Cunha Júnior e Andrade de Souza, todos diretores do Bradesco na época. Inicialmente operou em seguros e resseguros simples, até abrir sua filial no Rio de Janeiro em 1947 e expandir seu limite técnico em 1949. A partir de 1954 passou por uma ótima fase de crescimento, mas consequentemente aumentou sua carta de segurados inadimplentes, o que não soou nada bem para a marca. Tal fato culminou com uma greve de securitários que reivindicavam maiores salários, tendo um alto impacto.

Desse momento em diante as apólices de seguro se tornaram conhecidas e a Porto passou a usar o que havia de mais “moderno” na época: máquinas de calcular e escrever, um considerável avanço comparado a concorrência que ainda fazia tudo manualmente. Os anos seguintes representaram progressos para os funcionários do grupo que passaram a receber auxílio e assistência amplo, contendo até mesmo auxílio funeral e bolsa de estudos.

Em 1972, o antigo diretor do grupo Boa Vista de Seguros, Abrahão Garfinkel, assumiu o controle da Porto, dando início a um novo estágio na administração da empresa. Foi Garfinkel quem passou a cor dos impressos do verde para o azul e deu uma nova roupagem a todo o negócio. Lamentavelmente ele veio a falecer em 1978, deixando o controle da companhia para Rosa Garfinkel e Jayme Brasil Garfinkel.

A nova gestão inseriu o conceito inovador da proteção total, que oferecia produtos e serviços que auxiliam a evitar o sinistro, amparando o segurado no antes, durante e depois da ocorrência.

Hoje em dia a seguradora conta com 13 mil funcionários (em 1945 eram apenas 50); 12 mil prestadores; 135 subsidiárias e escritórios regionais espalhados em suas 35 empresas. Atende 24 mil corretores e mais de 6 milhões de clientes só no Brasil, além do controle da seguradora homônima no Uruguai, fundada em Junho de 1995. No ramo da propaganda fez sucesso com as campanhas “Trânsito + Gentil” e “Um trânsito melhor começa com você”, com a adesão de artistas e personalidades que ajudaram a divulgar a instituição. Atrelado a isso, o investimento em tecnologia e inovação fez de 2014 um ano inesquecível para a Porto Seguro, deixando a certeza de um futuro promissor.

Mais informações aqui www.portoseguro.com.br

Se gostou do post não deixe de compartilhar, se não gostou comente e nos conte porque. E não deixe de acompanhar o último post da série na semana que vem, com as marcas: Colcci, Sadia e Vale.

About author

Diogo Mattos

Redator publicitário, especializado em web e apaixonado pelo mundo digital e suas nuances. Já rodei o mundo, passando por países da Ásia e Europa, aprendendo e sugando tudo o que eles podiam me oferecer. Hoje sou empreendedor digital e reúno tudo que me faz bem em um lugar só: meu espaço criativo.

Campanha de final de ano do Itaú relembra pessoas.

Campanha de fim de ano do Itaú exalta a importância das pessoas

Seguindo com minha série exclusiva sobre marcas B...

Leia o Artigo
Os top 10 do Marketing Digital

10 sites de marketing digital para você salvar no favoritos

Seguindo com minha série exclusiva sobre marcas B...

Leia o Artigo
O processo criativo que utilizo.

O meu processo criativo e a magia da escrita para web

Seguindo com minha série exclusiva sobre marcas B...

Leia o Artigo

1 Comentário

  • […] a pena reler de novo, basta clicar aqui, depois aqui, aí siga para esse outro aqui e termine com […]

  • Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *